doutoramento sociologia

metodologias intensivas: pesquisas sociológicas exemplares

Ano letivo 2019/20

Docente: Renato Miguel do Carmo

Créditos (ECTS): 6
Horas de aula: 16
Número de sessões: 8
Área científica: sociologia
Língua de ensino: português

Semestre letivo: 2.º
Horário: terças-feiras, das 18h00 às 20h00
Calendário e Sala(s): consulte aqui

 

Objetivos

O objectivo fundamental desta u.c. é o de promover entre os estudantes a capacidade para identificar, analisar e debater problemas e procedimentos associados a estratégias metodológicas de investigação de tipo intensivo, a partir da leitura e análise aprofundada de um conjunto de pesquisas empíricas, clássicas e contemporâneas, consideradas exemplares.


Programa

1. Introdução
Objectivos, programa, bibliografia, organização do semestre. Panorama e fundamentos epistemológicos das metodologias intensivas.

2. Metodologias intensivas e desenhos de pesquisa.
Dos paradigmas às estratégias de investigação; o debate quantitativo-qualitativo e a combinação de métodos na análise sociológica.

3. Pesquisa de terreno
Dinâmicas observacionais na investigação sociológica; observação directa e observação participante; problemas éticos na pesquisa de terreno; apresentação e discussão de pesquisas.

4. Entrevistas
A metodologia da entrevista: tipos, objectivos e procedimentos; relações sociais de observação na entrevista; apresentação e discussão de pesquisas.

5. Análise comparativa de casos
Porquê comparar?; estudos de caso e análise comparativa; desenhos de pesquisa e selecção de casos na análise comparativa; apresentação e discussão de pesquisas.


Bibliografia básica

Becker, Howard (1996), 'The Epistemology of Qualitative Research', in Jessor, R., A. Colby e R. A. Shweder (eds.) Ethnography and human development: context and meaning in social inquiry, Chicago, UCP, pp. 53-71;

Burgess, Robert G. (2001), A Pesquisa de Terreno. Uma Introdução, Oeiras, Celta Editora;

Denzin, Norman S. e Yvonne S. Lincoln (orgs.) (2000), The Handbook of Qualitative Research, Londres, Sage; Geertz, Clifford (1973), "Thick description: Toward an interpretive theory of culture" In: The Interpretation of Cultures. New York: Basic Books;

Ragin, Charles C. e H. Becker, eds. (1992), What is a Case? Exploring the Foundations of Social Inquiry, Cambridge, CUP;

Ragin, Charles (1994), Constructing Social Research. The Unity and Diversity of Method, Thousand Oaks, Pine Forge;

Silverman, David (ed.) (2011), Qualitative Research (3rd ed), London, Sage;

Strauss, A. e J. Corbin (1990) Basics of Qualitative Research: Grounded Theory Procedures and Techniques, London, Sage.

 

Avaliação

O trabalho pessoal dos estudantes inclui os seguintes elementos: 

a) participação nos seminários (supondo leitura cuidadosa da bibliografia de trabalho);
b) apresentação e discussão (em grupo) de uma das pesquisas em análise, de acordo com calendário previamente definido;
c) elaboração de um relatório individual de análise metodológica da obra apresentada, com a extensão máxima de 12 páginas A4 (espaço 1.5, margens de 3cm).

 

[versão completa disponível em Fénix]